Glossário de tênis

A

Abuso de equipamento – quando um jogador joga a raquete no chão, por exemplo. Vale uma advertência do árbitro.

Ace – serviço (saque) que o recebedor falha para devolver ou não toca. O sacador vence o ponto imediatamente.

Aproach (aproximação) – golpe de preparação para ir à rede, geralmente aproveitando uma bola curta do adversário.

Área de saque – parte da quadra onde a bola deve tocar no saque. Mede 6,40 m x 4,11 m.

ATP – Associação de Tenistas Profissionais, órgão que rege o tênis profissional masculino.

B

Backhand – golpe de fundo de quadra executado do lado contrário ao que o jogador segura a raquete (mão direita ou esquerda). Para um canhoto, por exemplo, o backhand fica no lado direito.

Bate-pronto – golpe no qual a bola é batida logo após tocar o solo.

Bicicleta –  placar de 6/0 e 6/0. Diz-se que fulano deu uma bicicleta em beltrano.

Big game –  jogo de saque e voleio.

Bonus points – pontos extras que o tenista acumula. No caso da ATP, cada vitória sobre um tenista entre os 200 do mundo dá direito a esses bônus.

Break-point – ponto que pode definir o game a favor do recebedor.

Bye – passagem direto para a segunda rodada de um torneio. Isso acontece quando não há jogadores suficientes, sendo bye os melhores ranqueados.

C

Carpete – piso rápido feito de material sintético.

CBT – Confederação Brasileira de Tênis.

Challenger – torneio cuja premiação varia de US$ 50 mil a US$ 125 mil e dá, no máximo, 100 pontos para o campeão.

Championship serie – torneio com prêmio de US$ 626 mil a US$ 1,37 milhão e até 320 pontos ao campeão.

Contagem – o jogo é dividido em sets, que por sua vez são divididos em games, que são divididos em pontos. Ganha um game quem fizer quatro pontos, desde que não haja empate no terceiro ponto. O primeiro ponto é chamado 15, o segundo 30, o terceiro 40 e o quarto define o game. Em caso de empate no quarto ponto, diz-se “iguais” (deuce, em inglês). Quem fizer seis games ganha o set, a não ser que haja empate de 6 a 6, quando é jogado um game de desempate chamado tie-break. Quem ganha dois sets ou, no caso de alguns torneios mais importantes, três sets, ganha o jogo.

Copa Davis – mais importante competição masculina por equipes. É decidida em cinco jogos – quatro de simples e um de duplas. Um jogador pode fazer, no máximo, dois jogos de simples e o de duplas. É sempre jogada em três dias – sexta-feira, sábado e domingo. Os confrontos eliminatórios são realizados simultaneamente em vários países do mundo.

Copa do Mundo – torneio masculino com os oito tenistas do ranking que mais ganharam pontos na temporada.

Corda – fio de nylon ou de tripa trançado na cabeça da raquete, a parte que entra em contato com a bola.

Cruzada – bola lançada em linha diagonal, da direita para a esquerda ou vice-versa.

D

Devolução – resposta ao saque adversário; golpe que rebate o saque.

Drop shot –  “deixadinha”, bola curta que pinga próximo da rede.

Dupla falta – saque fora da área de serviço duas vezes seguidas, que resulta na perda do ponto pelo sacador.

Duplas – jogos entre dois pares de jogadores.

F

Fault – chamada do juiz de linha para as bolas que quicam fora da área apropriada.

Fed Cup –  Federation Cup, a mais importante competição feminina por equipes. Como na Davis, os países são representados por equipes que jogam quatro partidas de simples e uma de duplas.

Foot fault – ato de pisar na linha durante o saque. Implica na perda do saque em questão, mas é a regra mais esquecida pelos juízes, principalmente em torneios amadores.

Forehand – golpe de fundo (depois que a bola quica uma vez na quadra) executado do mesmo lado do corpo em que o jogador segura a raquete (mão direita ou esquerda). O forehand de um canhoto, por exemplo, é o golpe de fundo no lado esquerdo.

G

Game – subdivisões de um set. Ver Contagem.

Game point – ponto que pode decidir o game a favor do tenista que está sacando.

Game, set, match – chamada do juiz de cadeira depois do último ponto do jogo.

Grama – piso rápido, em que a bola desliza favorecendo os jogadores de saque e voleio. Usada em Winbledon, em outros torneios ingleses e em poucos outros lugares, geralmente países do antigo império britânico, como Austrália e Índia.

Grand Slam – cada um dos quatro torneios abertos mais importantes do tênis: Autrália (Australia Open), França (Roland Garros), Inglaterra (Winbledon) e Estados Unidos (US Open). “Fazer o Grand Slam” quer dizer ganhar os quatro torneios em um só ano. Os únicos que conseguiram tal proeza foram, no masculino, o norte-americano Donald Budge em 1938 e o australiano Rodney Laver em 1963 e 1969; no feminino, a norte-americana Maureen Connoly em 1953, a australiana Margaret Smith Court em 1970 e a alemã Steffi Graf em 1988.

Grip 1 – maneira de segurar o cabo da raquete. Pode ir do tradicional continental, que facilita o jogo de toques, até o radical western, para golpes com muito topspin.

Grip 2 – fita absorvente que envolve o cabo da raquete para impedir que o suor faça a mão do tenista escorregar.

I

Iguais – próximos empates no game depois do empate em 40. Os empates no game são chamados 15 iguais, 30 iguais, 40 iguais e a partir daí apenas “iguais” (deuce).

Indoor – quadra coberta.

J

Jogo 1 – sinônimo de game. Juiz de cadeira no Brasil pode chamar “jogo fulano de tal”, o que quer dizer que o jogador fechou o game.

Jogo 2 – o jogo de tênis em si, que pode ser disputado em melhor de três ou de cinco sets no caso de torneios profissionais. Em torneios, usa-se “set profissional”, cujo vencedor tem de chegar a nove games primeiro.

Juiz de cadeira – árbitro, acima dos juízes de linha, que comanda o jogo sentado em uma cadeira alta ao lado da rede, no centro da quadra. Pode corrigir as marcações dos juízes de linha. Anuncia os jogadores, canta os pontos, marca o tempo de descanso e pode punir os tenistas em caso de indisciplina ou de qualquer outra infração.

Juízes de linha – observam as linhas de saque e que limitam a quadra, apontando oralmente os golpes que saem fora da quadra.

L

Let – repetição do ponto, seja pela bola do saque ter tocado a rede antes de cair na área de serviço ou por qualquer outro motivo que atrapalhe o jogo, como a bola de outro jogo cair na quadra, por exemplo. No primeiro caso, é cantada pelo juiz de saque; no segundo, pelo juiz de cadeira.

Linha de base – região em torno da linha de fundo da quadra onde os jogadores ficam quase todo o tempo.

Lob – bola que encobre o adversário.

M

Masters – antigo nome da Copa do Mundo de tênis masculino. Também é a versão feminina da Copa do Mundo, mas jogada por 16 e não por 8 tenistas.

Match point – ponto que pode definir o jogo.

N

Net – rede. Pode ser chamado pelo jogador que recebe (em torneios sem árbitros) quando o saque do adversário toca a rede antes de cair na área de serviço. Nesse caso, o saque deve ser repetido.

O

Overrule – quando o juiz de cadeira corrige uma marcação do juiz de linha.

P

Paralela – bola em linha reta, o contrário da cruzada.

Passada – bola que ultrapassa, pelos lados, o jogador que vai à rede. Se ela o ultrapassa por cima, é lob.

Ponto –  subdivisões do game: 15, 30, 40 e game. Ele só é chamado de 1, 2, 3 etc. durante o tie-break, que é um game-desempate para decidir o set.

Primeiro serviço – primeiro saque. Se o jogador errar, tem mais uma chance.

Q

Quadra – área de jogo do tênis que mede 23,77 m x 8,23 m nas partidas de simples e 23,77 m x 10,97 m nos jogos de duplas.

Quadra lenta – quando o piso amortece o quique da bola, favorecendo os jogadores que preferem executar o golpe depois que a bola toca o solo. Exemplos: saibro e pó de cimento.

Quadra rápida – quando o piso faz a bola “deslizar”, dificultando para os jogadores que gostam de ficar no fundo da quadra e favorecendo àqueles que preferem definir os pontos na rede, pegando a bola no alto.

R

Ranking – classificação dos tenistas com base nos resultados obtidos.

Raquete – equipamento usado para bater na bola. É composta de um cabo e uma cabeça com aro oval, onde é colocado o encordoamento que toca a bola. É fabricada com vários materiais, mas o mais usado é o grafite, mais leve e  mais resistente.

Rede – divide a quadra em duas metades e deve ter orifícios pequenos o suficiente para impedirem a passagem da bola. Tem altura de 0,916 m no meio e de 1,07 m nas extremidades.

Revés – o mesmo que backhand.

S

Saibro – piso de terra batida que amortece a bola e torna o jogo mais lento.

Saque – golpe que coloca a bola em jogo. Único golpe em que o jogador pode pegar a bola com a mão antes de executá-lo.

Satélite – os menores torneios profissionais válidos pelo ranking mundial. São circuitos da ITF jogados em quatro semanas, com um masters entre os mais bem classificados nas etapas disputadas. Contam pontos para os rankings da ATP e da WTA.

Segundo serviço – segunda e última chance para o sacador colocar a bola em jogo. Se errar, comete dupla falta.

Serviço – o mesmo que saque.

Set – uma das divisões da partida. Vence o set quem ganhar seis games primeiro com vantagem de dois games sobre o adversário. Em caso de empate em 6 a 6, vence o set quem ganhar o tie-break.

Set point –  ponto que pode definir o set.

Simples – partida com um jogador de cada lado da quadra.

Sintética – quadra de piso artificial, como cimento ou outros compostos químicos.

Slice – efeito que “corta” a bola de cima para baixo, tendendo a abaixá-la ao tocar o solo. Propício para golpes de aproximação (approach).

Smash – como a cortada no vôlei. Similar ao saque no tênis, só que executado com o ponto em jogo. Golpe ofensivo de cima para baixo, aproveitando uma bola alçada pelo adversário.

Spin – rotação da bola causada por um tipo especial de batida em topspin ou slice. Spin altera a trajetória da bola.

Super 9 – Os nove torneios mais importantes do tênis masculino depois dos quatro do Grand Slam. Chegam a pagar até US$ 2,25 milhões em prêmios.

T

Tie-break – game especial de desempate quando o set fica empatado em 6 games para cada lado. A contagem no tie-break é sequencial – 1, 2, 3, 4 etc. Ganha quem fizer 7 primeiro. Em caso de empate em 6 a 6, a disputa vai a 8; empate em 7 a 7 vai a 9; 8 a 8 vai a 10 e assim por diante.

Topspin – efeito que se consegue batendo na bola de baixo para cima. Isso faz com que ela, após quicar no solo, ganhe aceleração em direção ao fundo da quadra. Muito usado por jogadores que preferem jogar na linha de base.

V

Vantagem a favor – quando, após o empate em “iguais”, o jogador que está sacando faz o ponto.

Vantagem contra – quando, após o empate em “iguais”, o jogador que está recebendo o saque faz o ponto.

Voleio – golpe executado antes que a bola quique. Se for acima da cabeça, como o saque, chama-se smash.

W

Warning – no tênis profissional, advertência do árbitro ao jogador que tenha infringido as regras de conduta.

Winner – com exceção do saque, golpe ganhador no qual o adversário não consegue tocar a bola. É mais apropriado para bolas batidas do fundo da quadra.

World Series – torneio cuja premiação vai de US$ 175 mil a US$ 1,37 milhão, com até 250 pontos no ranking ao campeão.

WTA – World Tennis Association, órgão que rege o tênis profissional feminino.